Templo Espírita

"CASA DE OXALÁ"

- Seja Bem-Vindo Sempre -

Orientador Espiritual: Neiwriw de Oxalá (Wagner Ribeiro)

 

OMULU/OBALUAÊ

OMULU - Data festiva: 17 de dezembro

OBALUAÊ - Data festiva: 16 de Agosto

Omulu é o orixá da saúde, protetor dos médicos, enfermeiros, enfermos e do povo ligado à saúde. É considerado o médico dos pobres; o senhor dos cemitérios (calunga pequena); o dono do chumbo e do ônix, da segunda-feira, da Calunga pequena. Sua comida mais conhecida é a flor-de-Omolu (pipocas estouradas na areia quente).Suas cores são: amarelo e preto. É uma qualidade de Obaluayê, e é sincretizado em São Lázaro.Já Obaluaê significa o dono da Terra, o médico dos pobres, o senhor dos Cemitérios. Registram-se, no Candomblé, 12 qualidades sendo a mais conhecida Omolu (o moço). Na Umbanda somente cultua-se Obaluayê (o moço) e Omolu ( o velho). É sincretizado em São Roque e São Lázaro.

Omulu ( Obaluaiê) é o Orixá da passagem entre os vivos e os desencarnados. Orientador das calungas (cemitérios) coordena as passagens, tem o dom da cura e das pestes, utensílio que o Grande Pai utiliza quando precisamos aprender a nos apegar mais ao espiritual, ao amor ao próximo, ao altruísmo. Infelizmente aprendemos muito pouco pelo amor, e ainda precisamos da dor para nos educar. O contraste entre o preto e branco, a passagem, são as cores deste Orixá.

Obaluaê (Rei dono da terra) e Omulu (Filho do Senhor) são os nomes pelos quais a prudência de nossos guias nos faz denominar o grande poder desses orixás.

Sendo de época anterior a chegada de Oduduá, Omulu foi rei do território de Tapa (ou Nupé). Dono de flechas certeiras, que a quem atingissem tornavam cegos, surdos, mancos, batia e dizimava todos os seus inimigos.

Na África, sendo Omulu muito antigo, é identificado por diversos nomes e formas. Em muitos lugares chega-se a confudir com Nanã Buruquê, ora, sendo ela, ora sendo os dois numa só pessoa, ora sendo eles dois Orixás distintos. Não temos um número certo de suas formas e nomes, porém todos têm a sua peculiar força e importância.

Seu dia da semana, segundo o Candomblé, é a segunda-feira, que pra Umbanda é o dia das almas.

Na Umbanda, não Omulu não tem linha, mas está presente na Linha Africana (linha conhecida como a dos Preto-Velhos ou Linha das Almas), uma vez que Omulu é o dono do Cruzeiro dos Cemitérios e regente supremo das almas.

Na Umbanda, o dia de Omulu é homenageado tanto no dia de São Lázaro quanto no dia de São Roque; porém, a maioria de seus filhos lhe dá sua devoção no dia de Finados (2 de novembro). Suas ervas são aroeira, arruda, sete-sangrias e cinco-chagas.

São extremamente raros as incorporações na Umbanda, mais facilmente o culto de incorporação no Candomblé.

 

xango